sábado, 26 de Julho de 2014

quinta-feira, 17 de Julho de 2014

Bordando em público - parte 2

Mais um Encontro de bordadeiras Luso-Brasileiras, desta vez no Empório do chá. Entre conversas, risos e sorrisos lá demos mais uns pontos nos kits "agulha não pica".
do facebook do Empório do chá

Optei por aplicar o bordado na minha toalha de praia, a H. vai fazer uma bolsa e a A. talvez aplique numa camisola.

terça-feira, 15 de Julho de 2014

Bordando em público

Para dar continuidade aos encontros de bordado da Tapeçaria Escocesa, a Gabi ofereceu a todas as participantes, que estiveram presentes no último encontro, um dos kits da "Agulha não pica".
Hoje voltámos à Mercearia Criativa, que sempre nos recebeu tão bem, para bordarmos em grupo os nossos kits. Fui mais cedo e almocei por lá uma salada deliciosa! Tive a sorte da Rita, da Mercearia, já ter visitado a Escócia e ter-me dado imensas dicas! Com o entusiasmo esqueci-me de fotografar e só no fim do encontro é que me lembrei de tirar esta fotografia. Amanhã vamos continuar e espero não me esquecer de fazer o registo fotográfico.
 Uma vez mais, obrigada Gabi por nos proporcionar estes momentos de convívio.

Bordando umas calças de ganga - #3

Finalmente as fotografias do trabalho concluído!
 
 
 
Para as noites frescas de Verão, já tenho um xaile tricotado, que gosto de ver com as calças.
 

quinta-feira, 10 de Julho de 2014

Capa de livro para a praia

Hoje fiz 2 capas de livro com tecido impermeável. Uma para a minha Inês e a outra para uma colega da Escola. São úteis para leituras na praia, protegendo os livros que repousam nas toalhas molhadas dos banhos de mar, protegendo também dos protectores solares que ficam nas mãos.
As fotografias foram tiradas à pressa, entre costuras, e a luz não era a ideal, mas penso que são suficientemente descritivas de todo o processo se execução.
Após ter cortado todas as peças de tecido necessárias, comecei com a preparação das "abas" para a primeira fase de costura, já que depois é necessário mudar para o pé de acolchoamento.
uma dupla dobra, vincada com tesoura, evitando o calor do ferro de engomar
interior da capa sobre o enchimento, com o lado direito virado para cima
Sobre o interior da capa, coloquei as abas laterais, com o direito para cima.
De seguida, coloquei o tecido escolhido para a capa, com o avesso para cima;
ficando direito do tecido do interior da capa, contra direito do tecido da capa.
sequência dos tecidos, antes das costuras

Acertei os tecidos e estava pronta para a segunda fase das costuras. A Bernina é que não estava pronta para entrar em acção! Tive de fazer uma limpeza geral, seguindo as instruções de um vídeo, que encontrei no youtube, antes de mudar o pé.
Os tecidos impermeáveis "prendem", o que dificulta a costura. Aconselho a colocação de uma folha de papel vegetal, que facilmente se remove no final do trabalho. Não o fiz porque não sei do meu papel vegetal!
Após as primeiras costuras, cortei os cantos e o enchimento que fica para lá da linha da costura. Virei o trabalho e, com a ajuda de um pau de comida chinesa, abri as costuras. Estiquei os tecidos, sem a ajuda do ferro de engomar para não derreter o tratamento que é dado ao tecido, para o tornar impermeável. Por último fiz mais uma costura a toda a volta e dei uns pontos invisíveis na zona por onde virei o trabalho.
 
Aproveitando estar de volta às costuras, comecei a preparar o "kit" de férias! 
 Adivinhem o que irá sair daqui!

Um bom serão

Gosto de ir ao cinema e adoro ir com os meus filhos. Ontem fui com a minha Inês ver um filme a não perder. Carente como ando da companhia dos meus filhos (são fases!), soube-me "pela vida"!
Não sou boa com as palavras por isso apenas direi, vão ver "Words and pictures" !
Não quero dizer nada sobre o filme, mas fica a pergunta, a menos importante, para os meus colegas: O que me dizem da sala de professores?! Como vos disse, é a questão menos importante e mais superficial que se podia fazer! Colegas, e não só, vão ver o filme!

segunda-feira, 7 de Julho de 2014

Cozinhando com o que tenho em casa

Normalmente faço tartes para aproveitar sobras, ou para misturar pequenas quantidades de ingredientes que tenho sempre em casa; desta vez foi esse o caso.
Tarte de espargos e frango
Massa da tarte:
Serve também massa quebrada pré comprada, mas esta receita é rápida, fácil e barata!
Para tartes doces é só substituir o sal por açúcar.
  • 250gr de farinha
  • 1 ovo
  • 125 gr de manteiga derretida
  • opcional: fermento e 1 colher de sopa de banha
Misturar tudo, amassar e moldar numa tarteira.


 Recheio:
Quanto mais cor tiver o nosso prato mais saudável é, palavra de bióloga que estuda a alimentação equilibrada para leccionar nas aulas de Ciências do 9ºano!
  • um molho de espargos verdes cozidos
  • um frasco de espargos (brancos)
  • azeitona preta descaroçada
  • um frasco de frango de escabeche
Misturar tudo e já está! Atenção, cortei os espargos para os mais distraídos e apressados não se engasgarem.
Molho:
Como disse no início, esta receita é para aproveitar o que tenho em casa, por isso recorro aos frascos antes que percam a validade.
O molho é uma mistura de polpa de tomate (mais uma cor, encarnado!) e basilico, meio frasco misturado com 3 colheres de sopa de iogurte grego, resultando numa tonalidade rosa.
Às vezes acrescento um ovo, mas neste caso não o fiz. Se o vosso molho estiver muito líquido o ovo poderá ser uma solução!
Antes de ir ao forno, polvilhei com pão e alho ralado e raspas de queijo flamengo.


Aproveitando o calor do forno e uma courgette tamanho familiar, que me chegou do Casaínho, fiz "falsas batatas fritas". Para isso cortei finamente a courgette às rodelas, coloquei num tabuleiro, com um fio de azeite, uma pitada de sal e noz-moscada. Bom para petiscar a ver um filme.

domingo, 6 de Julho de 2014

Bordando umas calças de ganga - #2

 Mais um fim de semana no Alentejo, mais uma cornucópia nas calças de ganga.
E assim passei a minha tarde de sábado...

Os cães desta vez é que pediam a minha atenção, mesmo assim deixando-me dar uns pontos!



Hoje, apesar da chuva ser convidativa ao trabalho de mãos, o dia não rendeu em trabalho, mas rendeu em alegria! A alegria do bem estar em família.
 
De manhã, enquanto a chuva não chegou, vivi com os meus sobrinhos uma "aventura" ao estilo "pequenos vagabundos no campo"!






Agora que regressei, assim que tiver oportunidade publicarei as calças terminadas!
Dá para perceber que ando a fazer experiências com o instagram!